sexta-feira, 5 de maio de 2017

Aos quase 5...

Aos quase 5, Ainda corto suas unhas enquanto vc dorme. Espero seu relaxamento total e corto com a lanterna do celular me guiando no escuro do quarto.

Aos quase 5 vc está visivelmente mais sábio e falante. Quer saber sobre tudo, da suas próprias explicações sobre as coisas e presta atenção em conversas de adultos. (Um perigo... papagaio)

Aos quase 5 vc quer fazer xixi sozinho no banheiro. Mesmo que sobre pingos de xixi na bacia e na sua cueca. Porém o coco, Ainda e na fralda e sozinho no quarto.

Aos quase 5, vc está na terceira escola. Desafiou e desafia todos os paradigmas que tinha e tenho... mudou e muda minhas perspectivas. 

Aos quase 5 vc me fez mudar mais Ainda. Mudei de opinião, mudei de cabelo, mudei de vontades.

Aos quase 5, vc segue indo pra psicóloga e psicopedagoga, e eu sinto um misto de alívio, por vc estar sendo acompanhando, e medo, pq imagino mil diagnósticos ruins. 

Aos quase 5 eu nado em culpa. Mas aos mesmo tempo flutuo de amor e reforma íntima. A maternidade só se mostra cada vez mais missão divina, intuição, conexão de almas e física.

Aos quase 5 vc me leva ao céu e inferno. Mas por mais que o inferno exploda, o céu é de uma plenitude e genuinidade que tudo supera.

 Aos quase 5, te amo cada vez mais. E de um amor que me ensina cada vez mais, na dor e na cor, o que de fato é amar. Como o mar. Imenso, profundo, pleno e Ainda mistério. Porque vou desvendando aos poucos como ser melhor pra vc. Por mais que às vezes doa e seja duro - ser dura - não existe maior aprendizado para a evolução de almas em toda vida, que ser mãe.


Te amo demais meu panda. E vou aprendendo e superando tudo por e com vc.

♥️

Nenhum comentário:

Postar um comentário